Cássio: Nova Jornada no Cruzeiro após 12 Anos no Corinthians

A trajetória do goleiro Cássio atinge um novo capítulo após sua recente transferência do Corinthians para o Cruzeiro, iniciando um contrato vigoroso de três temporadas em Belo Horizonte.

O Fim de uma Era no Corinthians

O ícone do futebol brasileiro, Cássio, reformulou a história do Corinthians desde sua chegada em 2012. Com mais de 700 jogos e um arsenal de títulos, incluindo a Copa Libertadores e o Mundial de Clubes, o goleiro se consolidou como um dos maiores ídolos do clube.

A saída de Cássio foi anunciada na última sexta-feira (17/05/2024), concluindo um ciclo glorioso após a perda de sua posição de titular para Carlos Miguel sob as ordens do técnico António Oliveira. 

Por consequência, a decisão de Cássio de se despedir revela uma busca por novos desafios e experiências em sua carreira.

Por que Cássio escolheu o Cruzeiro?

Cássio escolheu o Cruzeiro para revitalizar sua carreira, atraído pela solidez do projeto e pela oportunidade de ser titular novamente. 

O Cruzeiro, atualmente sob a gestão de Fernando Seabra, mostra-se um ambiente promissor para Cássio exibir sua habilidade incontestável como goleiro.

Embora Cássio chegue ao Cruzeiro com a garantia da camisa 98 e a promessa da titularidade, ele enfrentará uma concorrência saudável com Anderson, o atual primeiro goleiro do time. 

Essa mudança é um reinício estratégico para jogador e clube, visando melhorar o desempenho do Cruzeiro em competições nacionais e internacionais.

A experiência de Cássio pode potencialmente catalisar o avanço do Cruzeiro em competições futuras. Assim, clube e torcida aguardam otimistas as contribuições de Cássio, dentro e fora de campo, nesta nova fase. 

Com essa estratégia, Cássio traz suas habilidades comprovadas, rejuvenesce sua carreira e molda sua trajetória no futebol brasileiro.

Cássio desembarca em Belo Horizonte nesta segunda-feira (20/05/2024) para finalizar os detalhes e assinar contrato com o Cruzeiro. 

O novo vínculo será financeiramente vantajoso para o goleiro, que está prestes a completar 37 anos. Há boatos de que o jogador receberá pouco mais de R$ 800 mil por mês, um salário superior ao que ganhava no Corinthians, além de luvas (compensação financeira) que poderá chegar a 1 milhão por mês. 

O Legado de Cássio no Corinthians

O legado de Cássio no Corinthians é inquestionável: 712 jogos e 9 grandes títulos: um Mundial de Clubes (2012), uma Copa Libertadores (2012), dois Campeonatos Brasileiros (2015 e 2017), uma Recopa Sul-Americana (2013) e quatro Campeonatos Paulistas (2013, 2017, 2018 e 2019).

Ele era a alma do time, uma presença constante no gol que garantiu momentos de glória para o clube. Sua saída levanta uma sombra sobre a questão da experiência no elenco do Corinthians, que agora terá que encontrar novas lideranças para guiar os jovens talentos.

O Corinthians é o segundo time com a menor média de idade da Série A, com 25,1 anos, ficando atrás apenas do Bragantino, que tem um elenco ainda mais jovem. Sem Cássio, o camisa 12, essa média cai para 24,7.

Cássio, prestes a completar 37 anos em junho, era o jogador mais velho do grupo e o único com mais de 35 anos. Ele estava em sua 12ª temporada no clube do Parque São Jorge e era o capitão antes de ir para a reserva.

Sem Cássio, restam apenas cinco jogadores no elenco com mais de 30 anos, dos quais três foram contratados recentemente: Igor Coronado (31), Gustavo Henrique (31) e Pedro Henrique (33), todos ingressando no clube em 2024.

Neto, ex-jogador e comentarista, apontou um dos motivos para a saída do goleiro Cássio do Corinthians. Segundo ele, Cássio não foi tratado da maneira como um ídolo do clube merece e isso foi fundamental para a decisão de sair. 

“Ele saiu por causa do ambiente que criaram para ele, pelo menos no meu entendimento. As mídias sociais foram muito cruéis com o Cássio. Para mim, uma festa muito mequetrefe. O Cássio merecia uma coisa muito melhor. O Cássio não tinha que ter saído do Corinthians. Ficar na reserva está tudo bem, mas arregaçar ele do jeito que fizeram?”, disse Neto. Ele também salientou que a diretoria deveria ter sido mais experiente para tratar um grande ídolo da agremiação.

A Nova Era no Cruzeiro

Cássio chega para substituir Rafael Cabral, que se transferiu para o Grêmio. Desde a saída de Cabral, Anderson não conseguiu conquistar a confiança dos torcedores do Cruzeiro. 

A diretoria do clube, por sua vez, está ativa no mercado e planeja anunciar outros reforços importantes em breve.

A contratação de Cássio demonstra a intenção da nova SAF do Cruzeiro de ser agressiva no mercado de transferências. O diretor Alexandre Mattos está empenhado em realizar uma rápida reformulação e montar um elenco competitivo para 2024.

Esse esforço atende ao desejo de Pedro Lourenço, empresário que adquiriu 90% das ações do clube junto a Ronaldo Fenômeno.

A reportagem também revelou que Cássio é apenas o primeiro de vários jogadores que devem chegar à Toca da Raposa II nos próximos tempos. A diretoria planeja um investimento inicial para formar um time competitivo e, em 2025, trazer mais reforços para fortalecer a equipe e disputar títulos.

Cássio despediu-se oficialmente da torcida na última sexta-feira e, no sábado, concedeu uma coletiva de imprensa para conversar com os jornalistas. Ele recebeu homenagens na oportunidade. 

Agora, Cássio inicia uma nova jornada no Cruzeiro, onde buscará não apenas reviver os momentos de glória de sua carreira, mas também liderar e inspirar uma nova geração de jogadores.

Com essa mudança, tanto Cássio quanto o Cruzeiro estão determinados a escrever uma nova e vitoriosa história no futebol brasileiro.

Rolar para cima