Jogador Endrick

Quando ainda tinha oito anos, Endrick Felipe Moreira de Sousa atuava pelo Brasília Fut Academy, uma equipe parceira do São Paulo Futebol Clube. O clube monitorava o jovem talento nas competições em que ele participava. 

Durante três anos, Endrick e seu pai, Douglas, viajavam até o CT do São Paulo em Cotia para avaliações bianuais. Aos 10 anos, o São Paulo ofereceu a Endrick uma proposta para integrar o clube de forma permanente, permitindo que ele morasse nos alojamentos do centro de treinamento. 

No entanto, Douglas pediu uma moradia para a família ou um emprego para ele, mas o São Paulo ofereceu apenas uma ajuda de custo de R$ 150 por mês. Considerando a proposta insuficiente, Douglas desistiu da mudança.

Desempenho do Endrick

Sem perspectivas no São Paulo, Douglas postou um vídeo na internet mostrando lances de Endrick na Go Cup, um torneio infantil internacional. O desempenho de Endrick foi impressionante, com 17 gols em sete jogos, chamando a atenção de vários clubes. 

A publicação chegou ao Palmeiras, que se encantou com as jogadas e convidou o garoto para uma semana de testes. Endrick teve um desempenho excepcional nos testes, levando sua família a se mudar para São Paulo para integrar o time sub-11 do Palmeiras. 

Douglas também conseguiu um emprego na Academia de Futebol do clube, garantindo estabilidade para a família e permitindo que Endrick continuasse seu desenvolvimento como uma das maiores promessas do futebol brasileiro.

A Carreira Brilhante de Endrick no Palmeiras e na Seleção Brasileira

Desde sua estreia no Palmeiras, Endrick demonstrou um talento excepcional, marcando 21 gols em 79 jogos pelo clube. Seus feitos não pararam por aí: pela Seleção Brasileira, ele continuou a brilhar, destacando-se como um dos jogadores mais promissores de sua geração.